terça-feira, 13 de abril de 2010

Bentinho XVI perdoa os Besouros


O Vaticano elogiou os Beatles por ocasião dos 40 anos da dissolução da banda britânica, lembrados neste ano.


Em um artigo intitulado "Sete Anos que Abalaram a Música", o jornal do Vaticano "L'Osservatore Romano" chamou o grupo de "joia preciosa".


O texto lembra que, segundo alguns comentaristas, os Beatles divulgavam mensagens misteriosas, tidas por alguns até como "satânicas". "É verdade que eles tomaram drogas, viveram uma vida de excessos por causa do seu sucesso, e até disseram que eram mais famosos do que Jesus".


Há dois anos a Igreja Católica perdoou Lennon por este comentário. "A declaração de John Lennon, que provocou tanta indignação nos Estados Unidos, depois de todos estes anos soa como uma bravata de um jovem proletário inglês às voltas com um sucesso inesperado", disse artigo publicado no "L'Osservatore Romano" em 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário