quarta-feira, 28 de abril de 2010

Ainda Bem que não existe mais: Máquina de Escrever



===========> Máquina de Escrever


As máquinas de escrever foram a maior revolução de sua época, tendo sido criação do Russo Dmitri WhddhiaIDOkj\f\gf em 1205, quando resolveu escrever um romance, porém não tinha paciência de usar lápis e decidiu criar uma máquina revolucionária para taç feito. O nome do Livro era: O Czar e Eu: Que loucura!


Esses aparelhos semi-modernos eram tão importantes no século passado, que precisava fazer curso pra usar a 'bichinha' e se não passasse no teste final (digitar 1.592.975 palavras em 45 segundos) seria reprovado e não conseguia emprego.


Há boatos que foi numa dessa que um Presidente Brasileiro aprendeu a escrever: Quero dedicar esse meu 1º Diploma, de Presidente, para a Companheira Máquina de Escrever.


===========> Atualmente



Steve Jobs sempre foi um cara visionário, sabia que um dia a máquina de escrever iria cair em desuso. Reza a lenda que ele estava debaixo de uma macieira, quando uma maça caiu em sua cabeça, de repenete ele teve uma idéia: Vou roubar a 'Xerox' e criar uma máquina de escrever que venda milhões e me deixe rico.

O resultado a gente já conhece!

Nenhum comentário:

Postar um comentário